Friday on the Rock – Tributo a Ronnie James Dio

Dia 16 de maio completou 1 ano da morte do grande (e na minha opnião, o maior) vocalista Ronnie James Dio.

Nascido Ronald James Padavona em 10 de julho de 1942 na cidade de Portsmouth, adotou o sobrenome “Dio” em homenagem a um mafioso italiano, Johhny Dio. Ainda na escola, formou com colegas a banda de rockabilly[1][2] Vegas Kings que, após mudar de nome várias vezes (sendo chamada de Ronnie and the Rumbles, Ronnie and the Redcaps, Ronnie Dio and the Prophets, The Eletric Elves e The Elves), finalmente tornou-se conhecida como ELF.

Dio também ajudou a criar uma das maiores tradições do heavy metal. No documentário “Metal – a headbangers journey” ele é citado como o criador do Maloik, o “chifrinho” feito com as mãos, imitado por fãs do gênero no mundo inteiro. Segundo ele, o símbolo era usado por sua avó italiana, e servia para afastar (ou provocar) o “mau olhado”.

Em meados dos anos 70 foi chamado para cantar no Rainbow de Ritchie Blackmore (ex-Deep Purple), onde gravou quatro álbuns. Após deixar o Rainbow, foi convidado pelo guitarrista Tony Iommi para ocupar o posto de vocalista no Black Sabbath, permanecendo com a banda até 1983.

No mesmo ano, lança um álbum solo, Holy Diver. Nele estão Vinny Appice, que também tinha saído do Sabbath e acompanhou Dio, seu antigo companheiro de Rainbow Jimmy Bain e o guitarrista Vivian Campbell (atual Def Leppard). Holy Diver foi muito bem aceito e deixou clássicos como a faixa-título, “Stand Up and Shout”, “Don’t Talk to Strangers” e a mais famosa “Rainbow in the Dark”.

Embalado com o sucesso, Dio solta mais um álbum em 1984 chamado The Last in Line. Também muito bem aceito pelo público e pela crítica, trazia a mesma fórmula de Holy Diver. Foi este álbum que levou a banda a uma enorme turnê mundial.

Em 1992 Dio volta ao Black Sabbath e grava mais um álbum chamado Dehumanizer. Neste mesmo ano sai uma coletânea intitulada Diamonds The Best Of com vários clássicos da banda Dio.

Veio em carreira solo ao Brasil para tocar junto com Bruce Dickinson, Jason Bonham Band e Scorpions no final de 1997, retornando em 15 de julho de 2006 trazendo a tour Holy Diver Live em comemoração aos 23 anos de lançamento do clássico disco Holy Diver.

Em 2007 reuniu-se com os antigos companheiros de Black Sabbath, Tony Iommi, Geezer Butler e Vinny Appice, para excursionarem na promoção do álbum Black Sabbath – The Dio Years. Com o lançamento do álbum “The Devil You Know” em 2009, saíram em nova turnê e retornaram ao Brasil passando pelas cidade de Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro.

Em 25 de novembro de 2009, Wendy, sua esposa e empresária, anunciou que ele havia sido diagnosticado com câncer de estômago, vindo a falecer às 7:45 da manhã de 16 de maio de 2010, de acordo com as fontes oficiais. =(

E a Faroffa.com faz as devidas homenagens ao “pequeno” grande vocalista que irá ser lembrado por sua voz mais que marcante, seu estilo, carisma e excelentes músicas enquanto o rock, pessoas de bom gosto e a boa música existirem. Ou seja, ETERNAMENTE.

RIP Dio, LONG LIVE ROCK’N ROLL! \m/

Fonte: Wikipedia

Clique abaixo pra ver os videos

Continuar lendo